Vida passada no sonho

13/11/2018 19:52

"Além de acreditar que apenas os seres humanos são providos de mente, Descartes dava como líquido e certo que a mente sempre tem consciência das próprias atividades. Era parte da distinção categórica que estabelecia entre mente e matéria. Mas por que deveria a consciência ser tudo ou nada? Não é assim nos seres humanos. Boa parte de nossa vida é passada no sono; no estado desperto, somos possuídos por sonhos meio esquecidos. Em vez de a mente estar sempre consciente de suas atividades, boa parte do que ela faz lhe é desconhecido."

 

Artigo Liberdade para as Über-marionetes, do filósofo John Gray, publicado no portal E.M. Cioran/br


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!