Versão equivocada de Lula

30/09/2018 13:04

"Nesse sentido, mesmo que não o saiba, Bolsonaro é uma versão superficial e equivocada de Lula. Porque quer falar a linguagem popular das esquinas e da rua sem conhecê-la como linguagem de sobressignificados que é. Expressa a raiva da classe média, mas não conhece o que é propriamente a língua do povo. Reafirmar estigmas depreciativos sobre a mulher, ou sobre os que não fazem parte de uma imaginária classe média branca e intolerante, comprova a distância enorme que há entre o candidato e essa fala peculiar e difícil. Sem o saber, passou a falá-la quando foi esfaqueado e hospitalizado. Mesmo que não saiba ou não queira, a compaixão popular falou em seu nome a língua que ele não conhece nem decifra." 

 

José de Souza Martins, sociólogo e professor, no artigo Nosso binarismo ideológico, publicado no jornal Valor de 28/09/2018


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!