Vem a velhice

22/11/2015 11:37

"Quem deseja protrair o curso da vida, não se contentando com a de curta duração, este, em meu pensar, é manifestamente um louco. Porque a idade muito dilatada traz também muitas aflições; e o prazer não se descobre em parte alguma quando se atinge a desejada longevidade. A libertadora dos males, porém, é igual pata todos: é a morte, que, por fim, sobrevêm, desacompanhada de cantos nupciais, de sons de liras e de danças.

Não ter nascido é bem que vence todo o outro; mas, depois que o homem nasceu, o segundo é partir o mais depressa possível para o lugar de onde veio. Pois, enquanto dura a juventude com suas loucas leviandades, quem está livre de penas? Quem vive isento de trabalho?.

Morticínio, revoltas contendas, combates e invejas... Por último vem a velhice triste e sem forças, rabugenta e sem amigos com o cortejo dos maiores males."

 

Sófocles, Coro em Édipo em Colono


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!