Última risada

30/07/2021 19:35

 

“O nada do niilismo não é uma abstração ou um papo de bêbado. Niilismo não trata de um nada abstrato que não existe, mas das formas e das relações em que o vazio do Ser se torna perceptível no mundo das expectativas humanas e das práticas cotidianas. ‘Nada’ aqui não é um conceito estático, é dinâmico, e seu produto é a consciência, mesmo que reprimida, do nada de sentido, do nada de segurança, do nada de certezas, do nada de crença na fundação do valores, do nada de dignidade a priori de coisa nenhuma, do nada de fé política, do nada dos vínculos afetivos, enfim, do nada que nos cerca à medida que me percebo coisa, ou reificado na linguagem adorniana. O cinismo do dinheiro é a risada última do niilismo moderno sobre nós.”

 

Luiz Felipe Pondé, A era do niilismo: Notas de tristeza, ceticismo e ironia

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!