Representação subjetiva

20/05/2020 00:01

"Eis o que havia demonstrado Kant: esse imenso Universo material, de massa incalculável, que se estende englobando tudo, e do qual nós, homens, nada mais somos do que uma parcela infinitesimal é, quando examinado à luz da nova gnoseologia, uma simples representação subjetiva projetada pelo aparato cognitivo humano. O Universo não existe em si, independentemente da nossa atividade cognitiva, mas pelo contrário, tem sua natureza determinada pela estrutura funcional da nossa mente; uma alteração na organização do nosso conhecimento seria o suficiente para derribar esse cenário ciclópico. Sendo as manifestações do mundo material meros fenômenos de índole subjetiva, meras representações para uma consciência, seria completamente vã a empresa de procurar entre os entes do mundo (como, por exemplo, sempre pretendeu o materialismo, ou mais geralmente, o naturalismo), os elementos últimos e irredutíveis da realidade." 

 

Vicente Ferreira da Silva, Dialética das consciências


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!