Pascal, Montaigne e Machado

18/03/2021 13:11

"Como já observou Afrânio Coutinho, Montaigne, e sobretudo Pascal e o Eclesiastes, exerceram influência significativa na visão de mundo de Machado. O Eclesiastes é um dos livros do Velho Testamento preferidos pelos fideístas céticos (Montaigne e Pascal o citam inúmeras vezes) na medida em que ressalta a vaidade do saber humano. Tendo sido escrito por volta do século II a.C. na Palestina num período de marcante influência helenística, é possível que tenha sido diretamente influenciado pelo ceticismo grego, Machado é consciente da conexão Montaigne-Pascal-Eclesiastes, pois associa est último, em uma crônica, a Montaigne (OC, III, 600), e, em carta a Nabuco, a Pascal (OC, III, 930)."

 

José Raimundo Maia Neto, O ceticismo na obra de Machado de Assis

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!