Não existe um eu

11/12/2018 00:50

"De acordo com Buda, existe uma série ou um ciclo progressivo de renascimentos que de fato acontece, mas não existe um eu, uma alma ou um atman fixo e imutável que passa pela transmigração. Então, como, podemos perguntar, eu, ou de modo ainda mais exato, aquilo que 'eu' considero que 'eu' sou, reconcilia o mundo em constante alteração da experiência com minha experiência obviamente unificada do 'eu'? O Buda explica isso segundo os termos de seu ensinamento do paticca-samuppada, ou sua explicação da causalidade."

 

Stephen J. Laumakis, Uma introdução à filosofia budista


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!