Mercadorias e consumo

20/02/2016 11:34

"Nada se torna mais distante da noção de utopia do que o nosso mundo de transformações e de circulação de mercadorias, capitais e informações. A relação que temos com o presente, a ditadura do tempo real, não é nada favorável à existência da utopia. E nada é mais longíquo do espírito de utopia do que esta urgência que passou a determinar nosso modo de vida e de pemsar o tempo."

"Talvez as mercadorias sejam os únicos objetos sobre os quais podemos ter controle e nos façam sentir minimamente autônomos e donos de nossas decisões nos dias de hoje. Em vez de ser considerado como mero reflexo da produção, o consumo passa a ser concebido como fundamental para reprodução social. O termo cultura do consumo não apenas assinala a produção e o relevo cada vez maiores dos bens culturais enquanto mercadoria, mas o modo pelo qual a maioria das atividades culturais e das práticas significativas passa a ser mediada por meio do consumo."

 

Anelise Pacheco, Das estrelas móveis do pensamento


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!