Felicidade celestial

07/12/2020 13:06

 

“Cristianismo, como toda religião digna deste nome, devia sua origem a uma concepção pessimista. A religiosidade cristã manteve suas raízes no pessimismo até o Renascimento. Neste momento começou o conflito entre o amor pagão da vida e o desprezo, o afastamento do mundo, que caracterizam o cristianismo; em seguida, o declínio da fé em uma felicidade no outro mundo faz o homem procurar com mais avidez os bens terrenos,  o que ele tinha feito para troncar até então a esperança da felicidade celestial.”

 

Karl Robert Eduard von Hartmann (1842-1906) filósofo pessimista alemão em A religião do futuro

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!