Epigenética

12/03/2018 19:09

"A epigenética é apenas parte da história. Através da cultura e da sociedade, todos herdamos conhecimentos e habilidades adquiridos por nossos pais. Os biólogos evolutivos aceitam essa ideia há pelos menos um século, mas até recentemente considerava-se que isso fosse restrito aos humanos. Essa posição, entretanto, deixou de ser defensável: criaturas em todo o reino animal aprendem socialmente sobre alimentação, predadores, comunicação, migração, escolhas de parceiros e locais de reprodução. Centenas de estudos experimentais já demonstraram a aprendizagem social em mamíferos, aves, peixes e insetos. Entre os dados mais convincentes estão estudos em que filhotes de chapim-real foram adotados por chapins-azuis, e vice-versa. Quando foram criadas por outras espécies, essas aves modificaram vários aspectos de seu comportamento para assemmelhar-se a seus pais adotivos (incluindo a altura das árvores em que se alimetavam, as presas que buscavam, seus cantos e até sua escolha de parceiro). Presumia-se que as diferenças comportamentais entre as duas espécies eram genéticas, mas ficou claro que muitas delas constituíam tradições culturais. As culturas animais podem se conservar por períodos surpreendentemente longos. Resquícios arqueológicos mostram que chimpanzés usam ferramentas de pedra para abrir castanhas há pelo menos 4.300 anos.

 

Artigo Caminhos da evolução - A teoria de Darwin em nova perspectiva, publicado, de Kevin Laland no jornal Folha de São Paulo em 11/3/2018


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!