Concha vazia

12/11/2020 12:43

"Somos o que temos. O homem que possui dinheiro é dinheiro, o homem que se identifica com a propriedade é a propriedade, ou a casa ou a mobília. O mesmo acontece com as ideias ou com as pessoas, e quando há esse desejo possessivo, não há relacionamento. No entanto, a maioria de nós tem isso, porque senão não temos mais nada. Se não possuímos, somos cascas vazias. É por isso que preenchemos nossas vidas com móveis, música, conhecimento com isso ou aquilo. Essa casca faz muito barulho e chamamos esse barulho de viver e, com isso, ficamos satisfeitos. Mas se surje uma contrariedade, uma perda, então sofremos porque, de repente, descobrimos o que somos: uma concha vazia sem muito significado."

 

Jiddu Krishnamurti (1895-1986), filósofo e escritor indiano


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!