A corrupção matou as esperanças

25/10/2018 14:36

"Jair Bolsonaro, o favorito para vencer o segundo turno eleitoral no Brasil, surge do desencanto na esquerda que, sendo culpada por corrupção, matou muitas esperanças: não era a corrupção um vício exclusivo da direita? Mas também surge da transformação de um eleitorado imenso, o maior e mais variado na América Latina, em uma grande escola de samba onde a mais pervertida demagogia, Deus, ordem e família, dão os passos de sua dança macabra; ensaia sua passagem a nostalgia de ditaduras militares para que sejam submetidos à lei os criminosos que reinam nas favelas, e não a pobreza; cantam à capela suas loas ao salvador da pátria patriarcal os pregadores das igrejas fundamentalistas que, graças aos rendimentos e dízimos, vivem com o luxo dos reis do baralho; mexe o traseiro a complacência dos grandes magnatas com um olho fechado para a corrupção dos capos dos partidos da direita e o outro aberto para enviar à forca os da esquerda; e enquanto os tambores rufam, o rei Momo vai em sua carruagem seguido por sua corte da qual as mulheres foram expulsas, coroado em uma quaresma eleitoral que, logo veremos, terá sua Sexta-Feira Santa."

 

Sergio Ramirez, escritor nicaraguense em entrevista à revista IHU Online


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!